quinta-feira, 16 de março de 2017

POST 07.2013 – OS PRÉ SOCRÁTICOS - TERTULIA (Parte 3)


POST 07.2013  – OS PRÉ SOCRÁTICOS - TERTÚLIA (Parte 3) 

(Tertúlia domingueira)


O Neves apresenta suas armas para o embate, digo , tertúlia entre amigos ,  celebrando   intelectos cuja voz ecoa de forma diferente, talvez inusitada, no cérebro desvirtuado deste “sócio do Berg”.

 

·         Re: B&F – 004.2013 – OS PRÉ-SOCRÁTICOS‏

10/03/2013
Para José Nagado, jaymerosa, nicanordefreitas, IDIR Martin, Breno Vianna, Maria Lucia Y. Hoki

Nagado

Diante dos comentários que me enviaste no arquivo, eu gostaria de ter a concisão, pragmatismo e  sabedoria do nosso Jayme para responder simplesmente: Ah, bom!
Mas, como sabes, como passo por um momento de muita correria, não tenho tempo, nem a tua paciência oriental para pesquisar em livros ou no Google para pesquisar e achar argumentos suficientes para  uma nova réplica. Então, valho-me apenas do que aprendi há muitos anos atrás, e do pouco que me sobrou na memória para comentar que:
1 - Que nenhum de nós dois está obrigado a concordar com o outro, mas que ambos temos o dever de respeitar a opinião de cada qual;
2 - Entendi melhor o que queres dizer com a "profundidade histriônica", mas sigo não concordando com o carimbo de velhacos, farsantes, palhaços, imbecis, charlatães e embusteiros - como se fossem simples gurus e videntes - com que a "histrionia" classificaria os pré-socráticos. Aliás, este foi o motivo deflagrador da nossa tertúlia a respeito do tema;
3 - Não vejo oxImoro nos seus pensamentos filosóficos, mas vejo uma esforçada tentativa de classificá-los assim. Alguns podem ser pueris e superficiais, mas são originais, e deles se serviram os grandes filósofos posteriores para sedimentarem suas doutrinas, ainda que elas fossem o contraditório e a simples negação desses pensadores originais.
4 - A cosmologia foi, sem dúvida,  a que mereceu mais contemplação e atenção dos pré- socráticos. Heráclito enunciou que "não se pode entrar duas vezes no mesmo rio", e reagiste com um"Gostaria que alguém me explicasse tanta profundidade". É, isso talvez hoje possa soar como um pensamento "raso", mas eu não vejo Heráclito referir-se ao rio como todo, mas sim que a mesma água não passa duas vezes no mesmo lugar, pois está em permanente renovação, e por isso não entrarás uma segunda vez na água que já passou. Ainda sobre Heráclito, como tu mesmo mencionaste, Marx e Darwin foram profundos seguidores de seu pensamento como todo; e olha que os dois já são bem moderninhos: 


5 - Aristóteles que, na minha modesta opinião, foi o pensador mais brilhante da humanidade, fala, como dizes, com certa ironia sobre o princípio da água e da existência da alma, atribuídos aos pré-socráticos. Hoje sabemos que todos nós, seres vivos, humanos, ou "desumanos" somos compostos  por mais de 70% de água; e, quanto à existência da alma, é ainda uma discussão que segue cada dia mais viva; 
6 - Seria cansativo seguir dissertando sobre a contribuição de cada um dos pré-socráticos; por certo que alguns tiveram muito maior transcendência que outros para o pensamento moderno, e muitos cairam num verdadeiro ostracismo, mas daí a classificá-los como pensadores de "profundidade histriônica" é algo que, definitivamente, não lhes dá a merecida justiça, embora respeite a opinião de quem julgue o contrário.



Como hoje também é domingo, chega de filosofar. Mas eu acho estimulante este esgrimir de idéias, embora eu me reconheça mais intempestivo que pensativo.
Abraços, e bom saldo de domingo a todos.



Neves(10/03/13)


Nenhum comentário:

Postar um comentário